II Laboratório de Criação e Confecção da Máscara em Couro

II Laboratório de Criação e Confecção da Máscara em Couro

O laboratório propõe uma imersão no universo da máscara teatral explorando técnicas de escultura como a manipulação do gesso, a modelagem em argila, a cartapesta, o entalhe em madeira e o repuxe do couro.

De 15 de Janeiro à 09 de Fevereiro

Horário: Segunda a Sexta das 10h às 13h00 e das 15h às 18h

Onde: Centro de Pesquisa da Máscara

Endereço: Rua Bamboré 518, bairro Ipiranga, São Paulo –  SP

Investimento:  R$ 2.900,00 em até 08 vezes sem juros no PagSeguro ou R$ 2.600,00 (à vista, por transferência bancária)

INSCREVA-SE

Sobre o curso
Carga horária

120 horas

Ministrante

Fernando Martins

Público-alvo

Estudantes de teatro; atores; bailarinos; clowns; performers; artistas visuais, cenógrafos, figurinistas, aderecistas.

Objetivos do curso

Este Laboratório de caráter internacional vem suprir uma lacuna existente na formação de artistas das mais variadas áreas em nosso continente: a criação e confecção da máscara em couro. A singularidade destas máscaras se deve não apenas às suas características funcionais e orgânicas – para o ator que a toma como uma segunda pele – mas também à grande variedade de materiais e técnicas envolvidos em sua produção. Não por outra razão, o couro foi utilizado como matéria prima por gerações de escultores de máscaras desde a commedia dell’arte até Amleto e Donato Sartori, bem como por atores de Tristano Martinelli a Dario Fo.

O ponto de partida é a problematização do elemento máscara na história das comunidades e seus desdobramentos na vida humana. Busca-se com isso, compreender de que forma ela se instaura na produção teatral desde suas origens. Depois de analisar sua fenomenologia, os participantes serão provocados a projetar e criar suas máscaras por meio de desenhos, esculturas e estudo de um contexto no qual o personagem/máscara está inserido. A partir de então serão revisitadas técnicas escultóricas dentre as quais a modelagem, a reprodução de molde e contramolde, papietagem, entalhe em madeira, repuxe em couro a fim de que cada participante possa produzir uma máscara teatral em cartapesta e outra em couro.

No processo da escultura são abordados fundamentos da estrutura tridimencional, a morfologia da máscara, métodos de reprodução em gesso e exploração de materiais. Por fim as máscaras são colocadas em situação de jogo através de exercícios de improvisação e criação de pequenas cenas.

Programa do curso

Primeira etapa: elaboração do projeto

  • Introdução à temática da máscara: abordagem histórico-antropológica.
  • Introdução aos principais tipos de máscaras teatrais.
  • Máscara e espaço: idealização do espaço no qual será utilizada.
  • Máscara e luz: idealização da incidência de luz na morfologia da máscara.
  • Máscara e dramaturgia: elaboração e análise das condições dramatúrgicas das quais emerge a personagem.
  • Máscara e personagem: elaboração e análise das características psicológicas e físicas da personagem. Noções de estados primários e secundários. Noções de máscara e contra-máscara.

Segunda etapa: realização de estudos

  • Elaboração de estudos através de desenhos.
  • Elaboração de estudos com materiais escultóricos (argila e resinas).
  • Elaboração de estudos de cena.

Terceira etapa: a modelagem

  • Criação de modelo mensurável: o positivo do rosto em gesso
  • A argila: experimentos com material.
  • Bases da estrutura tridimensional: noções de linhas e planos, formação do volume, medidas e morfologia.
  • Execução da escultura: modelagem em argila.
  • Métodos de reprodução: moldes em gesso.

Quarta etapa: a cartapesta

  • Introdução à técnica da cartapesta: a papietagem em negativo.
  • Colagem e prensagem das camadas de papel.
  • Materiais de textura.
  • Pintura em claro escuro.
  • Patinagem.
  • Acabamento e finalização

Sexta etapa: o entalhe em madeira

  • Sistemas de medição
  • Emersão do modelo e ponto 0.
  • Sucessão de planos.
  • A laminação da madeira.
  • Introdução ao uso do machado.
  • Introdução ao uso das goivas em u, l e v
  • Introdução ao uso do formão.
  • Técnicas de afiação.
  • Entalhe.
  • Sistemas de lixagem.
  • Corte de perímetro.

Sétima etapa: o couro

  • Tipos de curtimento.
  • A escolha do couro para cada máscara.
  • Tratamento do couro.
  • Métodos de tingimento.
  • Introdução às ferramentas de repuxe.
  • Repuxe do couro.
  • A parte interna da máscara.
  • Vernizes e lacas.
  • Acabamentos, pinturas e pátinas.

Oitava etapa: ator- escultor e escultor-ator

  • Introdução ao uso da máscara.
  • Exercícios cênicos com as máscaras realizadas.
  • Criação de pequenas cenas.
  • Mostra e confraternização final.
Investimento

PagSeguro: R$2.900,00 em até 8x sem juros ou 12x com juros

Transferência bancária:  R$2.600,00 à vista (desconto de 10%) – Entre em contato: contato@centrodepesquisadamascara.com

INSCREVA-SE
Contato

Rua Bamboré, 518 – Bairro Ipiranga
CEP: 04278-060 – São Paulo SP – Brasil
contato@centrodepesquisadamascara.com
Tel/Fax: +55 11 23687906

Professores
Ministrante

Fundador e diretor artístico e pedagógico do Centro de Pesquisa da Máscara, aprofundou seus estudos com Donato Sartori, Fabio Mangolini, Antonio Fava, Ana Vasquez de Castro, dentre outro. Ministrou cursos em diversas instituições de ensino no Brasil e no exterior. Criou e esculpiu máscara em couro e outros materiais para companhias, atores e escolas de teatro do Brasil, Itália, Japão, Estados Unidos e Alemanha. É ator, cenógrafo e escultor de máscaras dos espetáculos Alvorada e Larvatum Homines.